(Cerrito) Demonstrações de civismo e inauguração do novo Altar da Pátria marcam desfile de 7 de setembro

Organizada pela Secretaria Municipal de Educação (SME), o tradicional desfile de 7 de setembro, alusivo à Independência do Brasil, contou com o envolvimento das seis instituições de ensino da rede municipal. Responsáveis por representar os temas deste ano, os estudantes de Cerrito dividiram a Avenida Flores da Cunha com atrações de outros municípios, convidadas pela administração municipal para dar ainda mais cor e ritmo à festa de celebração da soberania nacional.

A banda e ordem unida do Colégio Tiradentes de Pelotas ficou incumbida de abrir o desfile, seguida das escolas municipais. A primeira que ganhou a Avenida foi a EMEI Regina Maria Duarte Alves, seguida da EMEF Dr. Jacques da Rosa Machado, EMEF Jaime Faria, EMEF Reinaldo Karnopp, EMEF São Miguel e EMEF Ulisses Guastucci. Também abrilhantaram o evento a Banda Marcial Municipal, coordenada por Áureo Xavier, e a Banda Marcial da Sociedade Musical Santa Cecília, de Arroio Grande.

Demonstrações de civismo estiveram presentes durante todo o desfile. O Projeto Rondon, homenageado a nível nacional, foi lembrado em cartazes que destacavam a importância da ação que há 50 anos contribui com o desenvolvimento sustentável e promove a cidadania. O Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande Sul, homenageado estadual que completa 100 anos de atividades, também esteve presente em diversos momentos do desfile.

Mas ninguém foi mais lembrado do que Adão Orlando Alves, homenageado municipal. Ex-prefeito de Pedro Osório e Cerrito, o advogado que faleceu em 2016, aos 70 anos, teve sua trajetória contada pelos estudantes. Da sua atuação nos clubes esportivos a presidência da Azonasul, alusões a diferentes fase de um vida exitosa abrilhantaram as apresentações escolares.

O desfile de 7 de setembro foi ainda mais especial para a comunidade cerritense neste ano. A data foi escolhida pela Prefeitura de Cerrito para a inauguração do novo Altar da Pátria, que faz parte das obras de requalificação da estrutura do município. Acompanhado do presidente da Câmara, vereador Pablo Torres, o prefeito Douglas Silveira descobriu a placa. A cerimônia prosseguiu com o arriamento dos pavilhões e a extinção do fogo simbólico.

Ao discursar, o chefe do poder Executivo destacou a importância do resgate histórico para a celebração do civismo. “Só a preservação da memória e o amor pela pátria vão fazer com que tenhamos, enquanto país, consciência dos nossos desafios e orgulho de nossas façanhas”, enfatizou. Silveira parabenizou a rede municipal de ensino pelo envolvimento na Semana da Pátria e agradeceu a presença das instituições de fora da cidade.

Christian Dias, Matheus Muniz e Pedro Luiz Guerreiro
Assessoria de Imprensa Cerrito RS