(Cerrito) Promovido pela SMS, evento conscientiza sobre a doença de Chagas


Servidores da área conscientizaram a população sobre os cuidados que precisam ser tomados

Na última terça-feira (25), um encontro promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Cerrito, com a presença da 3ª Coordenadoria Regional de Saúde do RS, colocou em pauta a doença de chagas. O evento aconteceu no distrito da Vila Freire e mobilizou servidores da área.

Com o objetivo de evitar a ocorrência da enfermidade, causada pelo parasita encontrado em fezes do inseto conhecido como barbeiro, a reunião informou a comunidade sobre causas, sintomas e fatores de risco. Participaram da discussão os agentes comunitários de saúde, enfermeiros, membros da vigilância sanitária, representantes da Emater e de algumas instituições de ensino.

Na oportunidade, os palestrantes enfatizaram a importância do engajamento coletivo. Segundo a secretária de Saúde, Renata Solé, é “imprescindível que a população tenha as informações necessárias de como proceder no caso de encontrar um suposto barbeiro”.  A orientação é que os munícipes capturem o inseto, sem tocá-lo, e o entregue em um Posto de Informação de Triatomíneos (PIT), local que realiza o recolhimento e envio para laboratórios de análise.

Existem quatros PITs no município de Cerrito, três na zona rural e um na urbana. No interior, as Unidades Básicas de Saúde do Alto Alegre e da Vila Freire e a EMEF Reinaldo Karnopp, no Passo do Santana. Já na sede, o setor de Vigilância Sanitária, junto ao prédio da secretaria de saúde, é o que presta esclarecimentos sobre a doença e faz o recolhimento dos insetos.

Segundo o Ministério da Saúde, os sintomas da doença são febre prolongada, por mais de sete dias, dor de cabeça, fraqueza intensa, inchaço no rosto e pernas. O tratamento dura em torno de 60 dias e é fornecido gratuitamente pelo SUS.

Por Matheus Muniz e Pedro Luiz Guerreiro – Assessoria de Imprensa

Tags: , , , , ,

Postado por: Pedro Luiz Guerreiro,