(Cerrito) SDR discute a introdução do cultivo da pitaia na agricultura familiar

Na quinta-feira (05), ocorreu na Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), na Vila Freire, uma reunião entre o Conselho de Agricultura, Emater e a empresa Pitaia do Brasil. No ato, os representantes da empresa apresentaram a frutífera pitaia aos agricultores e destacaram outras informações como a formas de cultivo e sua comercialização.

De acordo com o secretário da SDR, Alexandre da Rosa, existe a pretensão por parte dos agricultores e da própria secretaria para que a frutífera seja cultivada no município. “É um produto de alta produtividade e rentabilidade, chega a uma produção de mais de 20 toneladas de fruta por hectare já no segundo ano de plantio e o valor médio, atualmente, por quilo é de seis reais”, salienta. “Sem dúvida será um avanço na agricultura familiar do município”, finaliza.

Pitaia é o nome dado ao fruto de cactos e pode ser cultivada de 30 até 700 metros acima do nível do mar, com chuvas de 500 a 3.600 mm/ano, mas se adapta também a climas mais secos.

Matheus Muniz e Pedro Luiz Guerreiro
Assessoria de Imprensa Cerrito RS